I ENCONTRO DA QUESTÃO AGRÁRIA E LUTA PELA TERRA DO SUDOESTE GOIANO
“A luta pela terra no contexto neoliberal do desmonte das políticas públicas para a agricultura familiar camponesa”

Apresentação

Saudações a todos pesquisadores e pesquisadoras, professores e professoras, estudantes, militantes e simpatizantes da construção de pensamentos e ações críticas no campo. Gostaríamos de convidá-los (as) a participar do I Encontro da Questão Agrária do Sudoeste Goiano, que acontecerá na Universidade Federal de Jataí, estado de Goiás, entre os dias 24 e 27 de abril de 2019.

O Encontro surge com o objetivo de debater a Geografia e a Questão Agrária no contexto de luta pela terra no Sudoeste Goiano frente ao momento atual de desmonte das políticas públicas para a agricultura familiar camponesa. As disputas territoriais engendradas no campo brasileiro, especialmente no estado de Goiás, exigem novos olhares e perspectivas diante do cenário neoliberal.

Assim, origina-se o I ENCONTRO DA QUESTÃO AGRÁRIA DO SUDOESTE GOIANO sob o tema: "A luta pela terra no Sudoeste Goiano no cenário atual de desmonte neoliberal das políticas públicas para a agricultura familiar camponesa".

Propõe-se que a luta e a resistência sejam as marcas deste eventoe que permitam construir relações sociais de reflexões e pesquisas próximas e horizontais com a comunidade acadêmica das Universidades e Institutos Federais da região, visando enfrentar os desafios de uma conjuntura de perda de direitos, retrocessos no reconhecimento das diferenças e maior exploração e expropriação das classes subalternizadas no campo.

Como parte do evento, será realizada a I JURA/DATALUTA da UFJ e a comemoração dos 10 Anos do NEAF, contando com a presença de agricultores familiares camponeses e de movimentos sociais do campo da região nos debates. Também será realizada uma feira agroecológica com alimentos produzidos pelos camponeses da região.

Ao longo do evento serão realizadas palestras e mesas redondas sobre temas afins da Questão Agrária brasileira e regional, como também apresentações de trabalhos científicos. Espera-se que essa temática contemple e aproxime o debate entre pesquisadores, professores e estudantes de graduação, pós-graduação e agricultores familiares camponeses do Sudoeste Goiano.

As inscrições e envio de trabalhos serão realizados via email, destacamos, que agricultores familiares e integrantes de movimentos sociais estão isentos de quaisquer taxas.